Perda Auditiva

Grupo Sonix > Centro Auditivo Otosim > Perda Auditiva
Grupo Sonix > Centro Auditivo Otosim > Perda Auditiva
otosim_perda_auditiva

Minha TV está muita alta, eu escuto, mas não entendo as pessoas, estou ficando surdo? Como posso saber se tenho perda auditiva?
A maioria dos casos de perda auditiva desenvolve-se gradualmente, e os sintomas por incrível que pareça são difíceis de serem reconhecidos. Muitas vezes um parente sinaliza, pois percebe a dificuldade que a pessoas tem em seguir um diálogo sem perguntar, o que? Pode repetir? Não entendi. A pessoa também pode perceber a perda quando escuta muito melhor no telefone de um ouvido do que do outro, ou quando só consegue entender a TV se aumentar o volume e em conversas com muitas pessoas ou em ambientes com ruído, perde algumas palavras ou fica sem entender.
Se você tem experimentado alguns sinais relacionados à dificuldade de ouvir, o primeiro passo é se consultar com um médico Otorrinolaringologista e realizar um exame de audiometria. Como existem diversas causas para a perda e diversos tratamentos, ele irá determinar se você é indicado para o uso de um aparelho auditivo ou não.

Caso seu exame tenha dado alguma alteração, converse com seu médico. Caso precise usar um aparelho auditivo, entre em contato conosco e agende uma consulta, nossas fonoaudiólogas são preparadas para tirar dúvidas e achar uma solução junto com você.

As consultas no centro auditivo não são cobradas. Aqui você irá realizar um orçamento de aparelho e selecionar um aparelho que melhor se adapte na sua perda e no seu perfil. Após a compra do aparelho as sessões de ajuste e manutenção do aparelho auditivo também não é cobrada.

Tipos de perda auditiva

  • Perda auditiva pode ser condutiva, mista e sensorioneural.
  • A perda auditiva condutiva é quando a condução do som para o ouvido interno está prejudicada, podendo estar bloqueada ou reduzida.
  • A perda auditiva sensorioneural é causada devido a danos ocorridos no ouvido interno, nas células ciliadas.
  • Se houver problemas ao conduzir o som para o ouvido interno, e ao mesmo tempo nas células ciliadas do ouvido interno, então a perda auditiva é chamada de mista. Na verdade, é uma combinação de perda auditiva condutiva e perda auditiva sensorioneural.

Graus de perda auditiva

São os níveis de perda, que pode ser leve, moderada, severa ou profunda. Os graus são dados de acordo com os níveis de decibéis que a pessoa escuta em cada frequência.

Como é feito o exame de audição

Quem faz o exame de audição é o profissional fonoaudiólogo, com equipamentos adequados e que devem estar devidamente calibrados e aferidos por um órgão competente para que o exame seja válido. Muito cuidado pois, existem muitas pessoas que não são habilitadas para realizar esse teste. Vá sempre por indicação médica ou referência. Muitos médicos otorrinos possuem um fonoaudiólogo trabalhando com ele, ou encaminham para que você realize esse exame. O exame de audiometria mede a quantidade que cada pessoa escuta em uma determinada frequência e o quanto ela consegue discriminar (em porcentagem), ou seja, entender os sons da fala.

Quando alguém chega dizendo, eu escuto 60% ou tenho 30 % de audição, na verdade isso é uma forma errada de medir, já que cada frequência é analisada separadamente em níveis de intensidade, ou decibéis.

O que é deficiência auditiva?

Deficiência auditiva (perda auditiva) é quando a habilidade auditiva da pessoa está reduzida e faz com que a pessoa tenha dificuldade de ouvir diálogos e outros sons. A perda auditiva leva a outros fatores como isolamento social, dissociação, depressão e até demência. Pode causar também desequilíbrio, dificuldades na localização sonora e aumento em risco de queda.

Causas de deficiência auditiva

As causas mais comuns da perda auditiva são exposição a ruídos, uso de medicamentos e o próprio envelhecimento.

Deficiência auditiva pode ser causada por vários fatores, mas envelhecimento e ruído são as duas causas mais comuns. Perder a audição com a idade é uma consequência natural e mais da metade das pessoas, ao atingir 80 anos de idade, sofre com a perda de audição, conhecida como Presbiacusia.

A Deficiência auditiva também pode ser consequência do uso de headphones, som alto, shows, discotecas, ruídos do ambiente de trabalho constantes, como por exemplo ruídos de motores e máquinas. Já é comprovado que o uso elevado de aparelho mp3 aumenta os efeitos de deficiência auditiva.

A perda auditiva pode ser causada por:

  • Certos medicamentos chamados ototóxicos
  • Algumas doenças e infecções
  • Algumas síndromes
  • Lesões no ouvido
  • Lesões na cabeça
  • Malformações congênitas do ouvido ou entupimento no ouvido
  • Fatores genéticos
  • Tumores na cabeça
  • Alcoolismo e tabagismo
  • Químicos
  • Colesterol

Tratamento da perda auditiva

Algumas perdas auditivas são tratadas com diferentes tipos de implantes, e cirurgias podem curar alguns tipos de perda auditiva condutiva.
Perda auditiva sensorioneural pode ser tratada, normalmente, com o uso de aparelho auditivo. Já a perda auditiva condutiva pode, com frequência, ser tratada com procedimento cirúrgico, ou através de remoção do entupimento auditivo. Em alguns casos, se faz necessário o uso de aparelho auditivo ou implantes. A perda auditiva súbita pode ser tratada imediatamente e o tratamento, com frequência, envolve o uso de esteroides. Se você tem experimentado perda auditiva súbita, você deve procurar seu médico logo que possível.

Na maioria dos casos a deficiência auditiva não pode ser curada, mas normalmente pode ser corrigida com o uso de aparelhos auditivos.

O que é perda auditiva Súbita (SSNHL)

Perda auditiva pode ocorrer subitamente, de um dia para outro, o que é conhecido como perda auditiva súbita. Foi identificada no século passado, mas ainda permanece um enigma sua causa, somente sendo possível ser identificada em 10 a 15 % dos casos. Pode ser diagnosticada com perda de intensidade sonora acima de 30 decibéis em três frequências consecutivas por mais de três dias seguidos. Pode ser percebida ao acordar e permanecer sem ouvir durante longos períodos de horas ou dias.

Em 70 % dos casos os pacientes possuem zumbidos associados a 50 % possuem vertigem. A incidência de perda súbita aumenta com a idade, ou seja, quanto mais idade, maiores as chances de ter perda súbita.

De 30-70% dos casos melhoram espontaneamente dentro de duas a quatro semanas, no entanto se a perda auditiva for severa ou se existir vertigem associada é mais difícil ocorrer melhora total da audição. Quanto mais jovem maiores são as chances de remissão total do quadro.

fonte: Hearing Review, December 2003, Sudden Sensorineural Hearing Loss special issue.

Prevenção de deficiência auditiva
Existem algumas formas de prevenir a perda auditiva. Como evitar a exposição a ruídos intensos, limitar o uso de headphones e se o nível de ruído é muito alto, recomenda-se usar tampões de ouvido. Exames auditivos periódicos é importante para acompanhamento clínico, ainda mais se há casos de perda de audição na família.